Health

Quem se cura, acha.. Em meios a tantos entulhos que são… | by Janio Macêdo | Jan, 2022

Quem se cura, acha.

Em meios a tantos entulhos que são empurrados ao longo da vida, uma bagunça que sabemos que existe, mas não lembramos até que quando vem uma onda um pouco mais alta, esse lixo transborda e nos vemos desabrigados dentro do nosso próprio lar. A partir daí temos dois caminhos; fazer uma reforma que envolve tempo, bagunça, conhecimento, dúvidas e muita mudança ou simplesmente deixamos as águas se acalmarem e tudo se acumula novamente, corrigimos os destroços com um belo reboco e um portão bonito.

Viver de aparência é um das grandes enfermidades que um ser humano pode experimentar; deixar de querer o que quer, aparentar ser quem não é e fingir ter o que não tem. Talvez você esteja fingindo e nem saiba.

Aquele que escolhe reformar seu interior reconhece o valor de ter um lar aconchegante, agradável e confortável. Viver se torna mais leve quando sabemos a diferença de agradar os outros e somar com a nossa verdadeira essência que é o AMOR AO PRÓXIMO.

Confie no percurso. Dar o primeiro passo é tão importante quanto está no meio da jornada, quem busca se auto conhecer percebe aos poucos que o tempo é precioso demais para ser desperdiçado com rancor e miudezas, viver é um aprendizado que envolve fases, testes, provações, mas que há grandes recompensas. Encarar nossas mazelas podem nos trazer lembranças desagradáveis, mas se olharmos para uma cicatriz que ainda dói então é uma ferida, não se mantém um curativo para toda vida…

O amor é o antibiótico para as inflamações mais persistentes e contém indicação para qualquer idade, gênero, religião, raça e orientação de afeto.

Conhecimento de si mesmo significa dar outro sentido as lembranças e padrões que nos impedem de VIVER O AGORA e experimentar uma vida que foi nos presenteada a viver.


Source link

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button